História da Empresa


Fundada em 1968 pelo Engenheiro Pedro Barreto, homem visionário e de elevada capacidade técnica, inicia a sua atividade com a construção de um edifício de 11 pisos, para habitação no centro da Cidade de Setúbal.

Em 1970, tirando partido da experiência dos seus técnicos fundadores na área das obras portuárias, inicia a sua atividade no domínio das obras marítimas. Desde então a Etermar participou nas mais exigentes obras marítimas realizadas em Portugal.

História

Em 1985 tem uma ação pioneira em Portugal, na divulgação e construção dos primeiros emissários submarinos: Carvoeiro (1989), Baleeira (1989), Sagres (1990), Espinho (1992). Em paralelo executa o projeto e construção dos primeiros Recifes Artificiais em Portugal na Costa Algarvia (1990).

A partir de 1997, executa diversos projetos na área da hidráulica agrícola. Neste novo sector dos regadios agrícolas, desenvolve e executa projetos inovadores em Trás-os-Montes e no Alqueva, de onde se destacam as redes de rega, barragens de aterro zonado, os canais trapezoidais e os tuneis hidráulicos.

No final dos anos 90 inicia uma nova atividade na área do transporte por cabo, com a construção dos primeiros teleféricos na Ilha da Madeira: Teleférico da Rocha do Navio (1998) e Teleférico do Funchal (2000).

Um modelo de gestão sólido, a competência dos seus quadros técnicos associados a um conjunto de equipamentos marítimos próprios, permitiu em 2006 a internacionalização da empresa.

Em 2006 ganha os seus primeiros concursos internacionais, de onde se destacam os Emissários submarinos de Tanger e Tetouan em Marrocos e a construção do primeiro cais na Guiné Equatorial. Seguindo-se o Porto de Oran e as Tomadas de Água para a dessalinizadora de Fouka na Argélia.

No ano de 2008 a faturação da Etermar no mercado externo já era superior ao mercado nacional.

Em 2010 salienta-se o aumento do capital social de 15 para 25 Milhões de Euros por incorporação de reservas, permitindo à empresa melhorar os seus índices financeiros e competitividade no mercado internacional.

O êxito alcançado nos projetos realizados em países e culturas tão diferentes como seja o caso da Argélia, Brasil, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Malta, Marrocos, Republica Dominicana ou Tunísia, são a demonstração que a aposta feita na formação dos colaboradores, a adaptação da gestão dos diferentes sectores a novas exigências e o investimento em meios de equipamento de um modo muito criterioso adequando-o às novas necessidades, foram sem dúvida fatores chave para que a Etermar seja hoje uma empresa Internacional com reconhecida competência.